Assembleia de Deus recebe mais de 150 novos membros

Candidata prestes a ser batizada O primeiro batismo nas águas deste ano, ocorrido neste último domingo (26), reuniu 152 candidatos de Campina Grande e região. As cerimônias acontecem trimestralmente na Congregação Raiz de Jessé, localizada na Serra da Borborema, onde a Igreja Evangélica Assembleia de Deus em Campina Grande (IEADCG) dispõe de local próprio para essas realizações. A Secretaria do Templo Sede da IEADCG já vinha trabalhando junto às congregações e às igrejas filiais com o preenchimento das fichas cadastrais, para que tudo ocorresse dentro das parâmetros desejados.

“Sempre temos tido bons resultados. Eu creio que a Assembleia de Deus está atuante. A gente sente essa atuação pelo resultado. Então, a nossa denominação tem sido eficiente nas congregações e este resultado é fruto de todo um procedimento dentro da propagação da obra do Senhor”, pontuou o secretário, Pr. Jocel Fechine.

Pastor presidente, sua esposa e oficiantesNa cerimônia, o pastor presidente da IEADCG, Daniel Nunes da Silva, alertou os candidatos sobre a necessidade de obedecer as ordenanças deixadas por Jesus à sua Igreja.

“Eu enfatizei para os novos membros que eles hoje estavam casando, colocando a aliança do pacto, do concerto com Jesus. Então, mostrando para eles que não era apenas uma festividade, apenas um rito, mas algo que vai acompanhá-los por toda a vida. Foi essa a mensagem que tentamos passar e creio que passamos, com a ajuda do Espírito Santo, a todos os nossos novos membros”, disse.

Muitas foram as pessoas envolvidas nesse ato de fé. Desde os jovens aos mais velhos, todos estavam cientes do compromisso que iriam firmar na manhã do dia 26 de março. A movimentação começou logo cedo. Às 8 horas, os candidatos já estavam a postos para confirmar presença e receber a bata batismal.

“Eu acho que o batismo nas águas é uma etapa muito importante na vida do cristão. Eu orei e pedi muita direção a Deus antes de tomar essa decisão e Deus tocou em meu coração e eu decidi me batizar”, afirmou a jovem Ana Beatriz da Costa, da AD em Jenipapo.

Josefa Gonçalves no tanque batismalAos 79 anos de idade, Josefa Gonçalves dos Santos, vinda de São João do Cariri, não mediu esforços para chegar até Campina Grande para ser batizada.

“É muito importante se batizar nas águas. Jesus não se batizou nas águas?! A gente também, quando se converte, deve ser batizado. Porque há a purificação dos nossos pecados e daí você vai morrer para o mundo e viver para Cristo Jesus, nascer para Cristo Jesus”, relatou a nova membro da IEADCG.   

No tanque batismal estiveram seis oficiantes, que imergiram os fiéis nas águas. Para quem um dia já foi batizado, estar oficiando uma cerimônia tão marcante para os cristãos é, sem dúvida, “uma sensação de glorificação ao Senhor. Faz 21 anos que eu fui batizado nas águas pelo nosso pastor e hoje estou aqui fazendo esse trabalho para o Senhor e dando glória a Ele. Começou com João Batista e até hoje a igreja estará batizando até Jesus vir”, testemunhou o Pr. Dárley Gouveia, dirigente da congregação Jardim das Oliveiras.

Pastor da Assembleia de Deus em São João do Cariri, Abel Nunes, além de trazer uma candidata também oficiou no batismo. Para ele, vivenciar  essa ordenança “é algo muito gratificante, porque nós vemos pessoas resgatadas do pecado, pessoas as quais o Evangelho da salvação entrou no coração. Então, é uma experiência ímpar, cada vez que nós descemos alguém à água batismal”, lembrou.  

Oficiantes em oraçãoO casal Cícero e Romilda, vindo da congregação Mensageiro da Paz, foi evangelizado há um ano. No primeiro batismo nas águas de 2017, marido e mulher puderam vivenciar a restauração do Espírito Santo em suas vidas.

“Hoje as famílias estão sendo destruídas, mas graças a Deus que eu e a minha esposa estamos sendo batizados hoje. Isso é um momento de muita alegria para mim. Estou muito satisfeito em nome do Senhor Jesus”, foi o que expressou Cícero Dú da Silva.

Para Romilda Xavier Vieira Dú da Silva, desfrutar dessa experiência foi “um momento maravilhoso. Eu não sei nem explicar a emoção e a minha alegria, porque foi muito difícil para chegar até aqui, foi uma luta, mas hoje, graças a Deus, eu venci”.

Reportagem: Victor Posse
Imagens: Veneziano Gonçalves e Sergio Souza

Compartilhar é se importar!