Desafio Missionário arrecada mais de 5 mil itens

Desde quando surgiu em meados de 1997, o Desafio Missionário da Igreja Evangélica Assembleia de Deus em Campina Grande, tem auxiliado os pastores das igrejas filiadas e suas famílias por meio de arrecadação de donativos que tradicionalmente são entregues no fim do ano, por volta do período natalino. Essa iniciativa partiu na época da irmã Maria Brasil (in memoriam), sogra do pastor Pedro Tadeu Maia, secretario de missões da IEADCG. Com o passar dos anos, o projeto se consolidou e hoje atende aos obreiros espalhados pelo interior do estado paraibano.

Atualmente, o projeto acontece numa parceria entre as secretarias de Missões e de Assistência Social da denominação.  Ambas atuam para mobilizar membros e congregados da IEADCG para a arrecadação de donativos em prol das famílias cadastrados no S.O.S Obreiros. Este ano, a mobilização se deu no feriado de Finados (02), no Espaço de Eventos, anexo ao Templo Sede, no bairro da Prata, às 8h da manhã. Ao todo, 29 congregações das quatro áreas da cidades se engajaram nessa missão, resultando na arrecadação de mais de 5 mil itens.

“O papel da Secretaria de Assistência Social (SAS) não se limita apenas ao recebimento dos donativos. Nó também realizamos a sua contagem, separamos item por item e, por conseguinte, encaminhamos para os nossos obreiros no campo. Para nós que fazemos parte da SAS é sempre um privilégio se envolver no Desafio Missionário. Independentemente da quantidade das doações que tivemos este ano, o importante é que houve o envolvimento das congregações locais, e muitos dos irmãos que contribuíram o fizeram de coração aberto, sendo canal de bênção para as famílias cadastradas no S.O.S Obreiros”, relatou Adeilza Santos, coordenadora da SAS.

Antecedendo o desafio missionário, a IEADCG  já vinha desenvolvendo ações junto aos departamentos da igreja com objetivo de envolver ainda mais pessoas para o arrecadamento de donativos para os beneficiários dessa campanha missionária. Os itens solicitados no desafio deste ano iam de alimentos não perecíveis a peças de vestuários masculino e feminino.

“Os donativos foram diversos. Da parte de alimentação teve óleo, arroz, açúcar, e alguns outros itens também na parte de vestuário, o pessoal trouxe muito. Ao decorrer deste ano nós já vínhamos trabalhando com os jovens e as crianças com o objetivo de arrecadar materiais de higiene pessoal, dentre outros. O balanço geral do desfio realizado neste feriado foi promissor, tendo em vista a participação dos agentes de missões e das respectivas congregações que prestaram apoio a essa empreitada”, disse o secretario adjunto da SEMAD, evangelista Geovandro Ferreira.     

Dentre aqueles que se envolveram no 20° Desafio Missionário, esteve presente o evangelista Lubênio Galdino Neves, que contou com o apoio de sua congregação, em Bodocongó 3, para encaminhar os donativos solicitados pela SEMAD. “Envolver a congregação que eu dirijo nesse desafio foi algo gratificante, tendo em vista aquilo que foi possível arrecadar e trazer até aqui. Bem sei, que todo o esforço e dedicação de cada irmão vai refletir na felicidade de muitas famílias que receberão os itens. De mãos e corações abertos para a Obra de Deus, a igreja pôde se engajar com esse trabalho social”, expressou o 1º dirigente da congregação Shallon Adonai.

A campanha em prol do Desafio Missionário segue durante este mês. Para colaborar, é só entrar em contato pelo telefone: (83): 3321.4803.

Reportagem: Victor Posse
Imagens: SEMAD / SAS