Crianças da Área Oeste de CG participam de EBR

Com o intuito de levar o ensino da Palavra de Deus às crianças da cidade e região, e ao mesmo tempo resgatar a frequência da Escola Domincial, o Departamento Infantil da Igreja Evangélica Assembleia de Deus em Campina Grande realiza, desde o ano de 2013, a Escola Bíblica de Rua (EBR). O projeto itinerante acontece em parceria com as congregações da IEADCG e ainda com as igrejas filiais, principalmente em áreas onde é observada uma evasão do alunado ou há uma carência nas classes infantis.

“A Escola Bíblica de Rua tem sido um projeto de ampla evangelização em todos os bairros de Campina Grande e tem ido também a algumas cidades do campo, nós temos realizado em algumas cidades justamente com esse objetivo de evangelização. Parte da equipe sempre se divide em várias funções. Às vezes, dependendo da demanda, realizamos duas EBR´s a cada domingo”, esclareceu a coordenadora geral do Departamento Infantil da IEADCG, Gláucia Leal Lima.

A última EBR realizada este ano aconteceu no último domingo (03) na comunidade de São Januário, na Área Oeste da cidade, na rua onde localiza-se a Congregação Lírios dos Vales. Ao todo, os voluntários conseguiram reunir 50 crianças numa aula animada e cheia de dinâmicas. Além de anunciar as Boas-Novas, foi levado aos pequeninos alguns donativos arrecadados no Desafio Missionário Infantil, ocorrido em outubro deste ano.

Uma das voluntárias do projeto é Sara Isabelly Ribeiro, que tem auxiliado na ministração dos louvores. “Nós percebemos que aqui é um bairro que precisa muito da Palavra do Senhor Jesus e também da parte social. Então, é muito gratificante chegar aqui e ver o interesse das crianças em ouvir as ministrações, sempre atentas e envolvidas, e perceber o carinho que elas têm pela Obra do Senhor”, expressou.

Outro integrante da equipe é o coordenador infantil da Área Sul, Alex Silva, que desde que os trabalhos da EBR iniciaram sempre participa das aulas ao ar livre. “A gente já promove assim no meio da rua para chamar a tenção delas porque na rua elas ficam mais à vontade e o trabalho acontece com uma grande mobilização, vamos nas casas convidando para participar e a gente aplica a Palavra de Deus para que o público infantil venha aprender de Deus, da Sua santa Palavra”, explicou.

Segundo o dirigente da congregação Lírio dos Vales, receber o projeto foi “um privilégio, porque em pleno século em que estamos vivendo as crianças têm sido molestadas, o inimigo tem tentado de várias maneiras aprisioná-las, mas aqui nós temos uma liderança que preza muito por valores familiares e tem cuidado delas, porque a gente sabe que a igreja do Senhor Jesus precisa de crianças, é formada por criança. O Senhor Jesus também foi criança e nós estamos de posse de vitória de estar agregando a essas crianças, e daqui a alguns anos, se o Senhor não voltar, a gente vai vê-las se tornando jovens e servindo ao Senhor”.

Dentre as crianças beneficiadas pela ação, Júlia Gonçalves Sousa (11) que já é acostumada a frequentar a Escola Dominical ficou maravilhada com a proposta da aula acontecer do lado de fora da igreja. “Foi um grande momento que Deus me deu, e eu agradeço muito por estar aqui, por ter essa chance. Eu achei muito legal estar na rua, bem diferente do que eu estava acostumada porque sempre é dentro da igreja, foi bem diferente, eu gostei bastante, amei mesmo. Por mim teria teria todo dia”, disse a aluna da EBR.

Essa não foi a primeira vez que a EBR foi à comunidade de São Januário. Ainda de acordo com a coordenadora do departamento infantil, por se tratar de uma área de risco e pela urgência em realizar ações com essa finalidade em bairros com características semelhantes ao visitado pela equipe foi possível notar “uma boa recepção pelos dirigentes da congregação e também pela igreja local. Sabemos que sempre que voltamos aqui as crianças se alegram, as crianças sentem que esse trabalho é para a Obra, é para glória e é para a honra do Senhor Jesus “, reforçou Gláucia Leal.

O projeto educativo tem rendido frutos ao longo de sua atuação, tanto que em 2014 foi reconhecido nacionalmente pela Casa Publicadora das Assembleias de Deus (CPAD) conquistando 2º lugar na premiação promovida pela instituição evangélica.

Reportagem: Victor Posse
Imagens: Depto. Infantil da IEADCG