Mais de 300 pessoas participaram de eventos paralelos

A semana da Convenção 2018 também foi motivante para os participantes dos eventos paralelos. Entre crianças, jovens e senhoras foram mais de 300 pessoas envolvidas e que saíram edificadas.

A juventude esteve reunida entre os dias 23 a 25 de Janeiro com uma programação diferenciada. Segundo o coordenador da UJAD, evangelista Mário Cézar, o objetivo era apresentar aos inscritos a temática deste ano. “O tema que nós escolhemos esse ano foi seja livre, mas tenha uma liberdade com responsabilidade e nosso maior desejo é que eles saiam daqui transformados, mudados e com uma responsabilidade ainda mais de servir a Deus e servir a Cristo”, ressaltou.

Tendo o Espaço de Eventos como ponto principal, a juventude experimentou momentos de avivamento durante as apresentações. Um dos palestrantes foi o evangelista Magdiel Costa, que discorreu sobre a temática proposta pela coordenação.

Às vezes no ambiente cristão, no contexto cristão hoje de filhos de obreiros, pode parecer que muitos são aprisionados até pela cultura cristã e vêem no mundo uma forma de se libertar dessa cultura. Mas Deus deu a liberdade verdadeira para esses crentes em Jesus, inclusive aos jovens deles não se sentirem presos, nem amarrados, mas devem ir ao mundo soltos, para fazer a vontade de Deus”, disse o palestrante.

E parece que eles entenderam a mensagem. Dos 83 jovens inscritos todos saíram dali impactados com as mensagens. Incluindo a jovem Hávilla Nathiely da Assembleia de Deus em Salgadinho (PB).

Como a gente vê nos dias e hoje, a mocidade ela não está tendo tanto incentivo para estar na presença de Deus. Então acho que esse evento, ele foi vem incentivar os jovens que estão aqui presentes para de uma certa forma estar mais perto de Deus. Sentir mais a presença do Senhor”, destacou.

Já os pequenos passaram 5 dias com várias atrações. A Escola Bíblica de Obreiros Mirins (EBOM) começou no dia 22 e seguiu até a quinta 25, entre as atividades de lazer, as crianças participaram de cultos na congregação Porta Formosa no bairro de Santa Rosa.

“Louvamos a Deus porque as crianças estão crescendo espiritualmente, estão aprendendo, também estão brincando, passando a conhecer que de uma forma lúdica o conhecimento de Deus. De uma forma prática também se alegrando, adorando, aprendendo louvores, dramatizando peças e colocando em pratica tudo o que aprenderam na escola”, destacou Gláucia Maria Leal, coordenadora da EBOM.

A animação da garotada em meios aos louvores era contagiante. E na hora de ficar atentos à mensagem, eles tiraram de letra permanecendo com os olhos voltados para o pregador ,Tio Carvalho, que ensinou de forma lúdica as doutrinas bíblicas.

Para mim foi um prazer enorme, uma alegria, ensinar as crianças sobre os atributos de Deus. A onipotência, onipresença, onisciência, na linguagem delas, para que elas pudessem compreender. Essa foi uma experiência impar, onde as crianças da comunidade vieram também, muitas delas aceitaram Jesus como Salvador e ver o crescimento espiritual na vida deles”, afirmou o presbítero José Carvalho.

A pequena Brenda Teixeira, de 11 anos, veio de Lagoa de Dentro participar da EBOM e disse tudo o que aprendeu.  Eu aprendi que nós não devemos pecar, devemos sempre ter o alvo Jesus Cristo e que nós devemos estar sempre na presença dele e não perder o alvo que é Ele”, lembrou.

Segundo a coordenadora, o sucesso da EBOM não fica apenas durante os dias do evento, ele se estende ao longo do ano na vida dos pequeninos.

O nosso alvo é alcançar as crianças para Cristo, então sejam elas crentes ou não crentes, elas precisam ter tomado essa decisão diante do Senhor, e a partir daí passar pelo processo da transformação, da santificação e do conhecimento bíblico. E aí ela vai crescendo como uma árvore plantada na igreja, ela dando fruto, e nós já vimos aqui muitas crianças frutificando”, afirmou.

E as senhoras também participaram de um momento especial só pra elas. Reunidas na congregação Alto Refúgio, no bairro do Alto Branco, as irmãs receberam mensagens marcantes e foram renovadas para continuar mais um ano na caminhada cristã foi o que destacou uma das participantes Aline Raquel da Assembleia de Deus em Pedra Lavrada.

 Nós estamos aqui sendo regozijados, nos alimentando na manhã desse dia. Mas uma vez o nosso Deus tem nos surpreendido e nós já estamos aqui de posse de vitória nesse ultimo dia”, falou.

Os períodos de louvor prepararam os corações para as ministrações. Uma delas foi com o pastor Moisés Leopoldino, que despertou as participantes com uma mensagem poderosa.

Nós falamos sobre as diferenças entre Marta e Maria e essa palavra foi bem direcionada ao público feminino. Uma mensagem que traz lições em todas as áreas da vida, desde espiritual, familiar, eu acredito que será edificante para a vida de todas as irmãs”, expressou o pastor.

Abastecidas com a Palavra do Senhor, essas mulheres voltam para casa, vitoriosas e prontas para continuar guerreando, foi o que afirmou Kátia Nunes, coordenadora da União Feminina da Igreja Assembleia de Deus (UFAD-CGPB).

Deus tem inquietado mulheres guerreiras para fazer a obra do Senhor. Nós sabemos que não é fácil principalmente esposa de obreiro, reconhecemos a luta que elas passam, mas o Senhor Jesus tem levantado esse batalhão de mulheres nessa geração para impactar, para fazer a obra de Deus e eu louvo a Jesus por isso”, concluiu.

Reportagem: Leonarda Barros
Imagens: Taysom Maytchael / Victórya Fotografias