Viaduto recebe o nome do Pr. Pacheco de Brito

Familiares, autoridades políticas, líderes religiosos e membros da Igreja Assembleia de Deus em Campina Grande se reuniram na tarde do domingo (20) para inaugurar o viaduto Pr. Pacheco de Brito, localizado no cruzamento das avenidas Argemiro de Figueiredo com João Wallig.

O local recebe um fluxo diário de 8 mil veículos, vindos da BR 104 sentido Queimadas a Campina Grande. Segundo o prefeito Romero Rodrigues essa é uma importante via de acesso e merecia um nome de visibilidade na cidade.

Eu acho que quando você se depara com o nome pastor Pacheco de Brito, vai ficar alguém a perguntar: ‘quem foi pastor Pacheco?’ E aí vai chamar a atenção de todos nós para saber quem foi, qual a história de vida dele, e qual foi o legado que ele deixou para todos nós”, disse.

Um dos filhos, pastor Emídio Brito, falou sobre o sentimento diante do reconhecimento do município pelos atos realizados por seu pai.

Eu vejo isso como uma forma de gratidão pelo pastor, pelo apóstolo que ele sempre foi. O amigo, companheiro, sempre atendendo a todos sem distinção, um pai em termos de igreja. Ele era chamado apóstolo, patriarca e sabia acolher a todos, então nós louvamos a Deus por esse ato nobre, e relembramos tudo que nosso pai ensinou a honrar, a respeitar, a dignificar o nome dele”, falou Emídio Brito.

Natural de São João do Cariri, Francisco Pacheco de Brito nasceu no dia 16 de maio de 1916. Ainda jovem, mudou-se para a cidade de Campina Grande onde se dedicou a construção civil.

No ministério eclesiástico, foi consagrado diácono aos 27 anos. Com 32, presbítero e aos 33 anos pastor, tornou-se presidente da Igreja Assembleia de Deus em 1986. Foi o responsável pela expansão do evangelho em toda cidade, fixando a abertura de congregações em cada bairro do município e alcançando as demais cidades do Estado.

O atual presidente da IEADCG, pastor Daniel Nunes da Silva também prestou suas homenagens e relembrou os feitos do saudoso pastor.

Para nós, primeiramente, é uma grande honra e uma grande alegria ver o nosso querido e inesquecível pastor Francisco Pacheco de Brito. Só como presidente da Assembleia de Deus foram 25 anos, além do tempo que ele passou como pastor auxiliar e vice-presidente da igreja. Foi o nosso professor, aquele que nos ensinou os caminhos que nós estamos trilhando e Campina Grande realmente foi abençoada com a passagem do pastor Francisco Pacheco de Brito”, destacou pastor Daniel Nunes.

O autor da propositura, Alexandre do Sindicato, apresentou o projeto à Câmara de vereadores, que aprovou por unanimidade a homenagem ao pastor Pacheco diante dos relevantes serviços prestados ao município.

Uma história de quem fez muito por Campina Grande, como construtor e como pastor de igreja. Ele foi um construtor de vidas, alguém que restaurou muitas vidas através da mensagem da Palavra de Deus. E homenagear o pastor Pacheco representa que a cidade está pagando uma grande dívida com o pastor Pacheco e as Assembleias de Deus no município”, ressaltou o vereador.

Diante da oficialização da placa e do letreiro, filhos, netos e bisnetos não conteram a emoção ao ver o nome do patriarca honrado dessa forma.

“Estamos sem palavras para expressar a nossa alegria em saber que o legado de meu pai, pastor Pacheco de Brito deixou para nós. Somos 10 filhos, Deus consentiu levar uma das filhas, e ficamos nós aprendendo cada dia mais com papai, ele era uma pessoa carinhosa, amorosa, leal e transmitiu para gente todas as boas qualidades que um ser humano e um cristão deve ter aqui na terra’’, disse Haglay Gleide de Brito.

Ele foi um exemplo para a gente, um exemplo de servo de Deus, de homem fiel à palavra de Deus e que nos ensinou o caminho da verdade, o caminho de Jesus Cristo, e segui-lo e fazer a vontade dele. E esse foi o maior legado que ele deixou para gente”, ressaltou o neto Emídio Barbosa de Lima Brito Filho.

Legado também para as centenas de pessoas que estiveram presentes na solenidade e relembraram os ensinamentos do saudoso pastor, como destacou o pastor setorial da IEADCG, Pr. Eudes Marques.

As lembranças que tenho do pastor Francisco Pacheco de Brito são as melhores, visto que ele sempre foi um homem de vida ilibada, de uma vida dedicada ao ministério, uma vida dedicada à obra do Senhor, e que mais do que termos o nome dele estampado nesse viaduto, porque faz jus a vida que ele viveu, seu nome está em um lugar mais elevado, que é escrito no livro da vida”.

Assim, a igreja Assembleia de Deus em Campina Grande segue os passos desse apóstolo pregando a mensagem do evangelho de Cristo e sendo modelo para a sociedade atual.

Cada semente que a Assembleia de Deus planta na cidade, cada igreja nova que surgi, é um fator de disseminação de coisas boas, de coisas positivas, como a redução de violência, o próprio trabalho social que a igreja faz. Então assim é fundamental, que ninguém se gasta colaborando fazendo parcerias com a igreja e sim um investimento que nós fazemos”, falou o prefeito Romero Rodrigues.

Eu quero agradecer a Deus e dizer que não há palavras para descrever a honra que a igreja, não vou dizer nem a Assembleia de Deus, mas a igreja evangélica em Campina Grande recebe com a nomeação do nome do pastor Pacheco aqui nesse viaduto”, finalizou pastor Daniel Nunes.

Reportagem: Leonarda Barros
Imagens: Cláudio Geraldo / Arquivo IEADCG / Divulgação

 

Compartilhar é se importar!