Esperança e Vida atende comunidade no Louzeiro

A terceira ação social do ano, promovida pela Secretaria de Assistência Social (SAS) da Igreja Evangélica Assembleia de Deus (IEADCG), aconteceu na tarde do último sábado (02) no bairro do Louzeiro. O local escolhido pela SAS foi a quadra comunitária, onde foram oferecidos serviços gratuitos aos moradores, que puderam cuidar da saúde como também dá um trato no visual através da equipe do Projeto Esperança e Vida.

De acordo com a assistente social da IEADCG, Adeilza Santos, conciliar o Ide de Cristo a ações de cunho social é uma missão encarada com bastante responsabilidade pela equipe da SAS, uma vez que “a estratégia da gente com um corte de cabelo, aferição de pressão, já é exatamente para isso, para que haja uma aproximação com as pessoas e através dessa aproximação a gente falar de Jesus à comunidade, que sempre nos recebe bem. Nós já chegamos em alguns setores, que até chorar as pessoas choram quando a gente fala do amor de Jesus. Então, isso é de grande valor para a gente”.

O mutirão social deste mês contou com o envolvimento das congregações do Setor 1 da IEADCG, chegando a atender mais de cem pessoas. Dentre os benefícios trazidos ao bairro, o maior deles foi cumprido: anunciar o amor de Jesus a quem precisa. “Esse trabalho é muito gratificante porque é um trabalho que a gente tem a oportunidade de ajudar o nosso próximo. Servir ao próximo. Porque muitas vezes a gente chega num bairro carente como esse, aonde a pessoa não tem condições de cortar um cabelo e aí a gente chega corta aquele cabelo, deixa a pessoa feliz e muitas vezes, ganhando muitas almas para Jesus através de um corte de cabelo”, disse Sandra Silva, que é cabeleireira e atua há vários anos na equipe.

Entre uma consulta e outra, a equipe de saúde da SAS aproveitava a oportunidade para evangelizar os moradores. Cuidando não só do físico, mas principalmente da saúde espiritual de quem ia sendo atendido. “Sempre ao aferir a pressão de um morador eu sempre costumo perguntar se ele bebe, se fuma, aí uns dizem que já estão deixando, outros dizem que já deixaram. Aí eu aproveito e falo de Jesus e oriento para que deixem o vício e, de fato, muita gente tem deixado e passado a investir na vida espiritual”, enfatizou Wilde Aparecida Gomes, que é técnica em enfermagem.

Para o autônomo, Cristiano Pequeno dos Santos, que aproveitou a ação para cuidar do visual receber o cuidado da equipe do Esperança e Vida foi “ótimo, pois é uma boa ação para a comunidade. Seria muito bom se houvesse mais vezes. Os moradores agradem”.   

Outra pessoa que pôde usufruir dos serviços prestados foi a doméstica Maria do Socorro da Silva. “Me sinto bem,pois cuidar da saúde é algo muito importante. Nós aqui do bairro agradecemos pelo que tem o que vocês tem trazido aqui para gente“, disse.

Para que toda essa gente pudesse usufruir dos benefícios, o envolvimento das congregações que integram o Setor 1 foi fundamental. “Esse envolvimento é uma bênção. Nós já mobilizamos toda a igreja através desse trabalho de evangelização e graças a Deus todos abraçaram a causa e estiveram aqui motivados para evangelizar e assim ganhar alma para o Senhor Jesus Cristo”, ressaltou o evangelista Witamy Correia, dirigente da Congregação Beth Shalom.

Com as equipes de evangelismo espalhadas no em torno do local, a comunidade ia tendo conhecimento de que haveria um culto ao ar livre. Auxiliando na montagem da estrutura de palco e som, o evangelista Luciano Alves, que é lidera o Setor 1, esteve engajado juntamente com sua equipe para que os moradores pudessem ouvir a Palavra de Deus. “Essa estrutura que estamos trazendo hoje aqui é nossa. Por se tratar de um trabalho voluntário, temos a finalidade de contribuir para a propagação da Palavra por meio da estrutura de som, palco, iluminação e cadeiras com foco na evangelização. Então, não tem custo algum para as pessoas que se beneficiam disso e tem sido uma bênção”, esclareceu o evangelista.   

A quadra do bairro também deu lugar para a realização do trabalho infantil, que contou com uma programação animada. “Nós estamos aqui ministrando a Palavra de Deus para que elas conheçam a Jesus como salvador, e que através dessa palestra, desses hinos de louvor a Deus, que elas também transmitam a Palavra de Deus e conheçam Jesus como Ele é”, compartilhou a pregadora infantil Marinalva Araújo Costa.

         

Como fruto dessa ação solidária seis pessoas, entre adultos e crianças, se decidiram a Cristo. Além desse saldo positivo para o Reino de Deus, houve ainda o sorteio de onze cestas básicas. O nosso objetivo maior, fazendo o social que estamos na rua, é tirar vidas do pecado, levar o amor de Deus, espalhar o amor de Deus para que com esse amor as vidas sejam alcançadas e sejam transformadas“, finalizou Adeilza Santos.

Reportagem: Victor Posse
Imagens: Divulgação SAS

Compartilhar é se importar!