Orquestra Louvores Eternais celebra 26 anos de fundação

Em clima de louvor e adoração, os músicos que integram a Orquestra Louvores Eternais da Congregação Jardim das Oliveiras, no bairro Jardim Paulistano, renderam graças a Deus pela passagem de seu 26º aniversário. Os cultos em ação de graças aconteceram nos dias 4 e 5 de agosto, contando com a presença de convidados, membros e congregados.

Atualmente quem encontra-se à frente desse departamento é o maestro Edmundo Dantas, que há seis anos conduz os 44 componentes da orquestra. Nas palavras dele, “a orquestra é uma extensão da minha casa. É maravilhoso, quando termina o culto, eu já fico contando os instantes para a gente chegar no sábado e ensaiar para juntos nos apresentarmos”.

No alto de seus 75 anos de vida, Damião Pereira tem tocado seu trombone com o mesmo entusiasmo da época em que dava início ao grupo. Como fundador da orquestra, ela tem sido referência para os demais músicos.  “Desde muito jovem que eu faço parte dessa banda. Cheguei aqui e com minha esposa fundei essa orquestra para a honra, glória e louvor do Senhor”, relembrou.

O tema do evento – Nome sobre todo nome – baseado em Filipenses 2:9, trouxe à tona o poder que há no nome de Jesus. Na noite do domingo (5), o convidado a ministrar a Palavra foi o pastor Gilvan Rodrigues, que disse ter sido “uma alegria muito grande poder estar mais uma vez estar em Campina Grande para participar do aniversário da Orquestra Louvores Eternais. O culto foi maravilhoso, abençoado para a glória de Deus”.

Em meio aos novos talentos que têm sido revelados pela Orquestra Louvores Eternais está o saxofonista Filipe Lins, que a poucos meses no grupo tem sido inspirado a dar o seu melhor a Deus. “Eu já cantava na Igreja, mas sempre tive o desejo de aprender um instrumento musical para assim adorar a Deus tanto cantando como através do meu saxofone, porque merece todo o nosso o nosso melhor”, disse.

Para o pastor Josemberg Gonçalves, 1º dirigente da Congregação Jardim das Oliveiras, a importância que a Orquestra Louvores Eternais tem para a Igreja não se pode mensurar, uma vez que a atuação dela vai para além do ambiente da Igreja, tendo uma agenda até fim do ano.“A orquestra daqui vai cumprir agenda até o fim do ano ano.  A orquestra tem saído todos os sábados consecutivamente para estar louvando nas nossas 109 congregações aqui de Campina Grande bem como tem chegado convites das Igrejas do campo. Temos em nossa congregação uma orquestra missionária para a glória de Deus“, enfatizou.   

        

As apresentações do grupo não se limitam apenas ao ambiente da Igreja. Com uma agenda preenchida até o fim do ano, os músicos têm levado, por onde passam, um repertório que enaltece o nome do Senhor. “Tirar essa Obra de dentro da Igreja, que essa Obra não fique aqui dentro, mas que a Obra saia porque esse é o propósito, não tocar aqui dentro, mas Ide por todo o mundo e pregai o Evangelho, nós pregamos o nosso Evangelho através dos nossos instrumentos, o Evangelho de Cristo , lembrou o maestro Edmundo Dantas.

Dentre àqueles que prestigiaram a festividade esteve Átila Marinho, que veio do Recife (PE) à convite de amigos. Na ocasião ele descreveu o sentimento de ouvir os músicos aniversariantes, parabenizando-os pela evento. “O que me chamou mais atenção foi o vigor dos músicos e a letra dos hinos que os irmãos tocaram, que por sinal são bastante conhecidas pela Igreja. Aqui todos puderam louvar e adorar o nome do Senhor”, descreveu o convidado.

O evento foi concluído com 3 conversões, algo que para o pregador Gilvan Rodrigues é tido enquanto “um resultado positivo com almas aceitando Jesus como Salvador, que é aquilo que mais nos alegra. Sem Jesus não somos nada, sem Jesus nada podemos fazer, mas com Jesus nós somos mais do que vencedores. Com Jesus nós saltaremos muralhas e faremos proezas”, finalizou.

Reportagem: Victor Posse
Imagens: Veneziano Gonçalves / Pedro Henrique  

Compartilhar é se importar!