COFEC reúne 600 participantes em capacitação

Com o intuito de gerar uma formação continuada dos professores de Escola Bíblica Dominical (EBD), aconteceu no sábado (15), o segundo módulo do COFEC no templo central da Assembleia de Deus que reuniu 600 participantes de Campina Grande e cidades vizinhas.

De acordo com o coordenador de EBD, pastor Daniel Carlos Santiago, o objetivo do COFEC vai além do ensino bíblico. “Nós temos uma preocupação de estarmos sempre preparando os nossos professores para que eles possam enfrentar os desafios do dia a dia que são lançados contra a igreja”, destacou.

As temáticas abordadas nessa edição chamaram a atenção dos inscritos que permaneceram atentos durante as 4 plenárias.

Nós precisamos urgentemente buscar conhecimento, aprender da palavra, e essa oportunidade que o Senhor nos proporciona para estarmos juntos ouvindo exímios palestrantes, homens de Deus que tem uma visão ampla do texto”, disse o evangelista Rangel Santos.

Quem ensina não pode parar, tem que sempre estar buscando conhecimento aprimoramento para que possa a cada dia ensinar com mais excelência. Então o COFEC traz justamente esse apoio para nós”, falou a professora de EBD Eleusa Barbosa.

E nós adquirimos conhecimento para nossa vida para aplicarmos na congregação a qual nós congregamos. A qual nós fazemos parte. Isso é muito bom. É uma oportunidade que nós temos para aprender mais da palavra do Senhor”, enfatizou o auxiliar Adjailson Antônio da Silva, superintendente da EBD na Congregação Paz no Vale.

Na primeira palestra, os participantes aprenderam sobre como interpretar de forma correta as sagradas escrituras com o presbítero José Davidson Ribeiro. “Nós temos bons livros sobre hermenêutica, nós temos muito bons comentaristas que falam do assunto e essa palestra foi apenas uma introdução as cinco regrinhas básicas da hermenêutica. Eu aprendi já novo convertido e quis passar elas também para muitas pessoas que hoje possivelmente devem estar em seu primeiro contato com hermenêutica”, disse.

Em seguida foi possível conhecer algumas orientações práticas sobre a bíblia e como manuseá-la na sala de aula, com o presbítero Tiago Rosas. Nessa disciplina que nós ministramos aqui de bibliologia, nós objetivamos alcançar o valor, a importância da leitura, do estudo da palavra de Deus e do ensino da bíblia sagrada na Escola Dominical, como nossa ferramenta mais elementar, porque eu costumo dizer que a escola antes de ser dominical ela é bíblica”, lembrou o palestrante.

A noite outras plenárias enriqueceram o currículo de quem esteve presente, incluindo a participação da professora Socorro Eufrásio da capital paraibana e do coordenador de EBD, pastor Daniel Carlos Santiago que destacou a importância de conciliar instrução e graça.

A palavra de Deus está revelada. O texto bíblico está escrito e por trás do texto bíblico tem história, tem arqueologia, tem sociologia, tem política. Então nós precisamos ter o espírito na parte da unção e o conhecimento, porque tendo o conhecimento nós vamos às origens, através da exegese que visita o texto, da hermenêutica que interpreta o texto e porque não dizer da homilética que transmite o texto e nessa transmissão, nessa interpretação e nessa pesquisa nós vamos conciliar graça e conhecimento”, acrescentou o pastor.

As palestras destacaram a metodologia eficaz para o estudo da palavra de Deus, além disso, o COFEC tem proporcionado um encontro especial com esses docentes que aproveitam para trocar informações sobre a EBD.

Entre os coordenadores e os irmãos, nós nos abraçamos e falamos o resultado de todo esforço, batalhamos até aqui, e os irmãos vieram, se alegram e a comunhão é muito boa, graça e conhecimento e assim nós vamos crescendo”, disse o diácono Marcos Antônio Rodrigues.

É muito importante esse momento por tudo isso, traz o aprendizado, o momento de aproximação com as outras congregações, com todo o campo, e também a troca de experiências”, lembrou a professora de EBD Eleusa Barbosa.

E o resultado do curso surpreendeu a coordenação, que observou o desejo dos inscritos em melhorar seus estudos na palavra de Deus. “Isso é o sinal que a nossa informação a cerca da necessidade de uma capacitação está tomando conta de toda a igreja, do corpo da igreja. Então há essa interação, essa integração, as pessoas buscando o aprimoramento, o conhecimento”, concluiu o pastor Daniel Carlos.

Reportagem: Leonarda Barros
Imagens: Jonathan Alves

 

Compartilhar é se importar!