Assembleia de Deus inaugura templo no bairro de Bodocongó

Foi com o sentimento de dever cumprido que a membresia da Congregação Novas de Paz, em Bodocongó 5, celebrou a inauguração do novo templo na última quinta-feira, 25 de outubro.

De acordo com o pastor Daniel Nunes da Silva, presidente da IEADCG, a instalação atual da Assembleia de Deus no bairro, conta agora com espaço próprio.

 Antigamente vivíamos em um salão aqui próximo alugado, até que os irmãos e proprietários desse local, juntamente com o irmão Joel, chegaram ao acordo de comprarmos. Então, a Igreja fez esse negócio, que inclui o salão e o terreno aqui ao lado. E futuramente será construído realmente o templo aqui, estamos nesse local provisório, mas próprio, já da Igreja, que no futuro ficará para as suas dependências”, disse.

Para a solenidade, também esteve presente a liderança do setor 15, pastor Leonardo Meneses que destacou a necessidade dessa obra.

Essa Igreja aqui é uma porta aberta para alcançar essa comunidade carente que muito precisa de esperança, de paz, e de ouvir a Palavra. Muito importante essa Igreja e futuramente como nosso pastor presidente falou aqui será um grande templo para a glória de Deus”, falou.

Localizada na rua Manoel Mota, o templo tem 15 metros de comprimento e 9 de largura além do terreno ao lado, que foram vendidos por Edice Bezerra que também freqüenta a igreja. “Para mim foi uma grande honra de fazer esse negócio, até porque o meu falecido tinha esse propósito no coração e a gente cedeu esse local. E aqui está a obra do Senhor, continuando Bodocongó 5, onde nasceu esse templo e eu creio que muitas vidas e muitas almas serão ganhas aqui para o Senhor”, ressaltou a ex-proprietária.

  

Entre a aquisição e inauguração do templo, foram mais de 5 meses de construção e de acordo com o evangelista Joel José da Silva, atual dirigente da congregação, a obra contou com doações e o apoio de muitos voluntários.

Depois que souberam que nós estávamos fechando toda a negociação, vi muitas pessoas se levantarem para ajudar. Porque quem ama a Obra do Senhor tem o coração voluntário, para ver sempre o crescimento mais rápido, e quando a gente pedia ajuda eles chegavam e não queriam dar só uma vez, mas várias vezes. Nós tivemos uma média de 40 pessoas que foram mantenedores fiéis aqui, e para honra e glória do nome do Senhor Deus fez”, ressaltou o dirigente.

O pedreiro José Aurélio foi um dos irmãos que colocou a mão na massa e contribuiu para que os muros da Igreja fossem erguidos. “Estou muito contente de ter acontecido tudo isso, e com ajuda dos irmãos, que ajudaram muito nessa obra. Tanto a gente aqui, como pedreiro e ajudante e os irmãos que ajudaram com material de construção: pedra, tijolo, areia. E foi ótimo, porque Deus mandou essas pessoas ajudar a igreja para hoje ela estar do jeito que está bonita pra receber os irmãos”, lembrou.

Diante da conclusão desse trabalho a liderança da Igreja acredita que o evangelho vai continuar se expandindo na comunidade de Bodocongó. “Isso justamente fala do avanço da obra do Senhor em Campina Grande, o trabalho do Senhor é conjuntamente com as mãos amigas unidas dos irmãos e ela vai avançando a igreja vai se estabelecendo dentro dessa cidade para honra e glória do nome do Senhor”, finalizou pastor Daniel Nunes.

 

Reportagem: Victor Posse e Leonarda Barros
Imagens: Jonathan Alves / Divulgação

Compartilhar é se importar!