SEMAD e SAS realizam campanha solidária em prol dos obreiros do campo

Com a chegada do fim de ano, a Igreja Evangélica Assembleia de Deus em Campina Grande (IEADCG) promoveu, no dia 10 de dezembro, a entrega de vários donativos àqueles que pastoreiam os municípios mais carentes do interior do Estado. Ao todo, 98 obreiros foram beneficiados através dessa iniciativa, que se dá com o apoio das secretarias de Missões e de Assistência social da IEADCG. “Sempre no final do ano nós realizamos esse momento de gratidão a Deus por tudo que Ele nos proporcionou ao longo do ano, e é muito bom ser grato ao Senhor. Esse momento de distribuir roupas, alimentos no mês de dezembro é uma bênção para os nossos obreiros do campo, porque eles chegam felizes, recebem sua roupa nova, sua feira mais reforçada”, relatou a coordenadora da SAS, Adeilza Santos.

Os donativos que foram distribuídos para essa ação foram fruto do 21º Desafio Missionária, ocorrido no dia 2 de novembro deste ano, contando com a participação de 41 congregações da IEADCG. “Esse projeto é uma iniciativa da Secretaria de Missões com a SAS. Foi criado no ano de 1997 e ao longo dos anos nós temos feito esse trabalho. O objetivo dele é levantar gêneros alimentícios e também de vestuário e calçados para as famílias carentes do interior do Estado. Principalmente de obreiros que estão em regiões de muita necessidade”, expôs o secretário de missões da igreja, Pr. Pedro Tadeu.

Dentre os beneficiados pela campanha solidária esteve a missionária Rose Oliveira, vinda de Pindurão, Distrito do Congo. Além de levar mantimentos para a sua casa, ela volta disposta a compartilhar aquilo que recebeu. “Sempre nós levamos também para compartilhar com os irmãos mais carentes, porque nós sabemos que na nossa igreja tem pessoas de classes sociais distintas e requer desse apoio. E somos gratos a Deus por essa oportunidade que Ele nos concede de ter essa alegria de transmitir algo para os irmãos da nossa igreja, disse.

Para o Pr. Daniel Nunes da Silva, que um dia já pastoreou o campo, o projeto da igreja tem feito a diferença na vida dos missionários e de suas famílias, uma vez que tem sido “salutar, além realmente do apoio físico, financeiro, material, mas também sentir esse amor, o carinho da nossa igreja em Campina Grande. Então, isso é muito importante. Supre, além de suprir a necessidade, ainda supre essa necessidade também afetiva que nossos obreiros tanto precisam”.

Em cada feira que era distribuída havia em média 60 itens. Fora isso, os obreiros e suas famílias receberam roupas, calçados, dentre outros itens de vestuário. “Para mim e minha família é algo de grande importância para as nossas vidas, pois chega justamente num momento mais que a gente precisa. Então, para mim é algo muito importante, porque nos ajuda muito na Obra missionária”, destacou o Pb. José Júnior de Freitas, vindo de Nazaré de Pocinhos-PB.

Quem retorna ao campo missionário abastecido expressa sua gratidão aos que deram as mãos nesse gesto solidário. “Somos gratos pelas ofertas e a todos que contribuíram para esse trabalho anual. Nós somos muito felizes por isto e cremos que é, de fato, uma provisão de Deus e oramos para que isso perdure, porque vidas, vidas são abençoadas. É  uma pequena atitude que modifica a história de uma família, de um lar, assim de uma comunidade”, discorreu o Pb. Luiz Pereira de Oliveira, do campo de Pindurão-PB .

Reportagem: Victor Posse
Imagens: Veneziano Gonçalves

Compartilhar é se importar!