Estratégia de evangelismo envolve solidariedade no bairro do Pedregal

Entrega de alimentos para completar as cestas

Arroz, feijão e macarrão são itens essenciais para uma alimentação saudável e não podem ficar de fora da cesta básica mensal. Foi pensando nisso, que o Setor 03 da Igreja Evangélica Assembleia de Deus em Campina Grande (IEADCG) reuniu todos esses donativos para distribuir às famílias carentes do Pedregal em um culto na Congregação Paz no Vale.

De acordo com o Pr. Pedro Alexandre, coordenador setorial da IEADCG (Setor 3), a iniciativa visou fortalecer o vínculo entre a comunidade do bairro e a igreja com foco na restauração de muitas vidas a partir dessa estratégica de evangelização. “Quando surgiu a ideia no meu coração nós achávamos difícil obter mais de 50 cestas básicas, mas nós oramos bastante. Orei muito por essa causa e o Senhor nos concedeu grande vitória. E pessoas que nós já estamos evangelizando, falando desse trabalho, já estão sentindo que suas vidas serão mudadas através desse ato de fé”, frisou.

Cerca de 55 cestas básicas foram entregues a famílias não evangélicas no Pedregal

Cada cesta equivale a 17 itens que foram doados de forma espontânea por membros e congregados da igreja no bairro do Pedregal e também por conhecidos do pastor. Vale destacar, que os alimentos são muito importantes para as famílias, mas o gesto de solidariedade vai além do que os beneficiados podem imaginar.

Dentro dessa cesta não só tem alimentos. Dentro dessa cesta tem o amor ao próximo, o amor de cada irmão, de cada pessoa que contribuiu porque sozinhos não seria possível fazer essa quantidade de cestas, mas Deus colocou também o amor no coração de outras pessoas, de outros irmãos que fizeram as doações e hoje nós estamos aqui com as cestas todas prontas”, explicou Vanusa Ribeiro Albuquerque, esposa do pastor setorial.

Alegria no rosto dos voluntários durante doação de alimentos

Vários voluntários abraçaram esse projeto, como a proprietária desse mercadinho, Miriam Maria dos Santos Oliveira, que de boa vontade foi despertada a contribuir.

“Através desse projeto temos a possibilidade de ajudar o irmão mais necessitado, que encontra-se numa situação ás vezes enfermo, desempregado, então essa é uma oportunidade não só para mim, mas para muitas pessoas colaborarem com os irmãos”, disse.

Além dela, o Pb. Josué Lourenço também arrecadou donativos para colaborar com a campanha.  “Quando Deus colocou esse projeto no coração do pastor Pedro e ele passou para a congregação, isso me motivou bastante, porque é um trabalho que a gente junta o social com o amor de Cristo, e o social completa o evangelho”, lembrou.

Durante o Culto da Benevolência de Deus na Congregação Paz no Vale, no Pedregal

O Culto da Benevolência de Deus aconteceu na última sexta-feira (30), onde reuniu dezenas de famílias que, pela primeira vez, entraram nesse templo e tiveram a oportunidade de conhecer o amor de Cristo e dos irmãos.

O metalúrgico Bruno Soares, entrou pela primeira vez na igreja e demonstrou seu sentimento: “É bom demais, a pessoa tem sempre que ter um tempinho para Deus. Eu vim com a minha família, minha esposa está aqui, e graças a Deus que a pessoa pode vir para igreja”, falou.

Outra visitante foi a dona de casa Maria da Guia de Oliveira Silva que sentiu o desejo de continuar indo para a igreja. “Eu estava doente, a minha filha veio e eu não pude vir. Então ela deixou o bebezinho comigo mais ele começou a chorar, aí eu disse eu vou. Quando cheguei aqui a dor na barriga passou. Eu estou achando muito bom e vou ficar vindo em nome de Jesus, porque é muito perto da minha casa”, disse.

Pessoas que pela primeira vez entraram no templo e ouviram a mensagem do Evangelho

Ao observar a congregação repleta de convidados, a liderança já demonstrava alegria ante as expectativas alcançadas.

Hoje nós temos mais de 120 pessoas não crentes e afastadas do caminho do Senhor, ouvindo a pregação, ouvindo a palavra, e nós recebemos com todo amor. Isso é muito gratificante, então estou muito feliz, muito grato, a minha palavra é gratidão”, destacou o pastor Pedro Alexandre.

E a alegria do pastor também se estendeu ao público mirim, que contou com uma programação especial para essa faixa etária. “Essa é a primeira vez que eu veio a igreja com minha mãe e já aprendi muitas palavras, muita coisa que a professora estava ensinando”, descreveu Júlia Kauane Sinfrônio Silva, 10 anos.

O abraço de quem entrega sua vida ao Senhor

Mas foi durante a ministração do Evangelho que o milagre aconteceu. Com a autoridade do  Espírito Santo o pregador Jonatha Silva convidou os visitantes para aceitarem a Jesus e o resultado foi impactante.

Nós somos frutos de um trabalho como este, se cumpriu na minha vida hoje o que já foi predito por Jesus Cristo que em meu nome expulsarão demônios, curarão os enfermos, falarão novas línguas, irão atrás. Jesus mandou a gente ir atrás, a igreja é Eclésia de dentro pra fora, entoa o povo foi lá fora, e a gente conseguimos fazer esse trabalho na direção do Espírito Santo, porque sem ele a gente não conseguia isso”, relatou Jonatha.

A solidariedade foi uma estratégia para anunciar a Palavra de Deus

Mais de 25 decisões marcaram a noite da sexta-feira, sendo esse um novo tempo na vida dessas pessoas que, além de receberem ajuda social, saíram transformadas pelo poder de Deus.

Reportagem: Leonarda Barros
Imagens: Veneziano Gonçalves / Pedro Henrique

Compartilhar é se importar!