Projeto Esperança e Vida realiza ação social com idosos

Cerca de 30 idosos foram beneficiados com a visita da Secretaria de Assistência Social da IEADCG

A tranqüilidade do Centro de Assistência Humanitária Casa Irene Modesto deu lugar à festa. Foi ao som de louvores, conversas e muitas risadas, que 30 idosos receberam a Equipe do Projeto Esperança e Vida da Igreja Assembleia de Deus, na tarde do sábado, 31 de agosto.

Para nós é um prazer imenso, é uma ação social diferente. O amor que a gente sente ao atendê-los é diferente também, porque são pessoas que já deram tanto de si, as suas famílias, ao mundo, a sociedade, e, no entanto estão em uma casa fechada. E para a gente é bom transmitir esse amor que chega aqui a transbordar”, disse a secretária de assistência social da IEADCG, Adeilza Santos.

A visita a Casa de Apoio foi cheia de amor e doações

Essa é a segunda vez que a equipe da SAS da igreja visita a casa e se sensibiliza com as necessidades dos usuários. Por isso esse encontro também veio acompanhado de doações: fraldas, pomadas, escovas, sabonetes e outros materiais foram arrecadados em uma campanha e vão auxiliar o público da Terceira Idade.

Nós arrecadamos graças a Deus e Deus multiplicou. Esse ano nós trouxe quase o dobro do que a gente trouxe o ano passado. Então Deus tem abençoado porque a gente também não pode vir só falar do amor de Deus e vir de mãos vazias para um local que precisa. Então agradeço a todos que colaboraram que Deus recompense”, falou Adeilza.

A programação realizada pelos voluntários trouxe de volta o sorrido no rosto de cada um desses idosos. E não porque eles receberam materiais que vão ajudar na rotina diária e sim porque eles receberam muita atenção, carinho e o amor transmitidos pela palavra de Deus que encheu todos os corações.

Momento de alegria para os idosos

A gente vê no olhar deles o quanto eles precisam de ouvir. O quanto eles precisam de um abraço, o quanto eles precisam de uma tarde diferente. A gente chega e vê isso no olhar deles, tem senhoras aqui que cantam os louvores que a gente canta, que chega a gente vai só apertar a mão, ela chega puxa a gente para dar um abraço, então é muito importante o carinho, o afeto físico com a pessoa assim é muito importante mesmo”, destacou a secretária.

Além da animação promovida por esses voluntários, também foi possível oferecer serviços sociais gratuitos para os idosos atendidos pela casa de apoio, como corte de cabelo, aferição de pressão, teste de glicemia, tudo para proporcionar um bom atendimento e claro com muita bondade.

Maria das Dores foi uma das beneficiadas

Uma das beneficiadas é Maria das Dores de Araújo (59) que há 4 anos mora na casa de apoio. Para ela a visita dos voluntários traz mais alegria a seu dia. “Quando eles vem visitar trazem lembrancinhas, ajeita a gente, corta cabelo, pinta cabelo”, disse.

A ação social promovida na casa de apoio não afeta somente os idosos, mas também quem dedicou um pouco de seu tempo e atenção para proporcionar momentos especiais.

Eu sinto mais comovido e eu acho que cada dia mais falta à sociedade participar, para ver realmente ao vivo, é que a gente sente no nosso coração o quanto é bom e pessoas carentes necessitam desses simples atos que nós viemos doar nesta tarde”, relatou a auxiliar de enfermagem Maria do Socorro Carvalho.

Casa de Apoio Irene Modesto

Quem tiver interesse em conhecer o Centro de Assistência Humanitária Casa Irene Modesto pode entrar em contato ou mesmo fazer uma visita a casa de apoio que fica localizado na rua Pedro Brasil, nº 595 no bairro Jardim Paulistano.

Reportagem: Leonarda Barros
Imagens: Pedro Henrique

Compartilhar é se importar!