IEADCG realiza impacto evangelístico em feriado da Independência

Desfile cívico-militar na Avenida Floriano Peixoto

Da criança ao idoso, o sentimento de patriotismo esteve evidente naqueles que prestigiaram o desfile cívico-militar promovido em Campina Grande no último sábado (7).

Participaram da manifestação cívica mais de seis mil pessoas que prestaram suas homenagens ao Brasil. Em meio ao grande público que marcou presença na extensão da Avenida Floriano Peixoto esteve o aposentado João Galdino (70), que todos os anos prestigia a solenidade. “É um dia maravilhoso e muito lindo para a cidade de Campina Grande. É um desfile maravilhoso, muito bom”, comentou.

Hasteamento das bandeiras nacional, estadual e municipal

A programação alusiva ao 7 de Setembro não se limitou apenas ao Centro da cidade. Logo cedo, de frente ao Templo Central da Assembleia de Deus, músicos e pastores da igreja estiveram reunidos comemorando essa data simbólica e declarando as bênçãos do Senhor sobre a nação brasileira.

“A igreja participar dos desfiles de Sete de Setembro para nós é uma alegria é um prazer colocar o nosso povo também à disposição, mostrando que a igreja ela não é alienada, que a igreja ela faz parte da pátria. Nós cremos na Palavra de Deus, temos uma Pátria Celestial a qual anelamos, mas honramos e amamos a nossa pátria brasileira”, comentou o pastor presidente Daniel Nunes da Silva.

Pelo segundo ano consecutivo, a Banda Marcial da União dos Músicos da Assembleia de Deus integrou a programação da Semana da Pátria, que aproveitou a ocasião para apresentar um repertório com músicas da Harpa Cristã. “É uma honra, porque nós também  estamos revivendo o passado da nossa igreja, que antigamente também desfilava e por alguns anos ficou sem desfilar. E aqui nós temos a presença de trinta e sete componentes. Esse grupo é formado por músicos das nossas congregações da Assembleia de Deus em Campina Grande”, explicou Filipe Suares, músico da igreja.  

Segundo o prefeito da cidade, Romero Rodrigues, o envolvimento de entidades como a igreja é visto como algo “fundamental também nesse contexto para exatamente tentar fazer com que as pessoas entendam, compreendam aprendam um pouco mais da importância do patriotismo. Então, a igreja exerce um papel importante nisso, nessa educação pedagógica”.

Aproveitando o feriado nacional, a Assembleia de Deus também esteve atuante nas principais vias de acesso da cidade. Com o apoio de 15 equipes de evangelismo, a Secretaria de Missões distribuiu um total de 150 mil literaturas. Essa estratégia fez parte do Projeto Nordeste para Cristo, que têm mobilizado os nove estados da região em trinta e um dias de oração e evangelismo. A nossa cidade foi tomada na parte da evangelização. Os principais pontos da cidade estão sendo alcançados pela Palavra de Deus nesse impacto evangelístico. E aqui, na Praça da Bandeira, nós estamos com os nossos jovens e adolescentes”, disse o Pr. Rogério Trigueiro, coordenador de Grupos Familiares da IEADCG.  

Nas palavras de Breno de Aguiar Nunes, jovem do Templo Central, se envolver nessa mobilização encabeçada pelo Fórum de Missões das Assembleias de Deus na Região foi uma oportunidade de “levar a Palavra, porque eu me converti, assim, no evangelismo, foi na rua. Depois eu procurei uma igreja e estou firme até hoje nos caminhos do Senhor. Então, é importante esse trabalho do evangelismo”.   

Sob esse compromisso de anunciar as Boas Novas de salvação, a União de Adolescentes da igreja também esteve engajada em distribuir porções da Palavra de Deus. “Levar o Ide do Senhor Jesus Cristo é a bandeira, que nós levantamos no nosso departamento da UNAAD. Nós colocamos, orientamos os nossos adolescentes para que eles sempre tenham isso em mente: levar o Ide de Jesus por onde eles passarem, na escola, no seu bairro, na sua casa, em todos os lugares“, frisou Andréa Luzia Dias, coordenadora da UNAAD.

Reportagem: Victor Posse
Imagens: Jonathan Alves / SEMAD-CGPB

Compartilhar é se importar!