Projeto SOS Obreiros beneficia dezenas de famílias no interior da Paraíba

Projeto SOS Obreiros

A cada mês, a Igreja Evangélica Assembleia de Deus em Campina Grande tem prestado assistência aos pastores das igrejas filiadas que, juntamente com suas famílias, retornam ao campo abastecidos de mantimento.

Com a chegada do fim do ano, as Secretarias de Assistência Social e de Missões da denominação se engajam para que os obreiros recebam algo mais. Essa iniciativa faz parte do Projeto SOS Obreiros, que há mais de duas décadas tem feito a diferença na vida de quem cumpre o Ide de Cristo no interior da Paraíba.  

E foi durante um devocional, realizado nas dependência do Templo Central da IEADCG, na manhã da segunda-feira (9), que cada família pôde receber vários donativos, arrecadados no 22º Desafio Missionário. Eu quero agradecer ao pastor Pedro Tadeu, à Secretaria de Missões, que deu total apoio e também a cada dirigente de congregação, a cada agente de missões, a cada irmão da congregação que contribuiu, porque eu sei que a pessoa quando se doa para alguém Deus abençoa”, ressaltou a secretária da SAS, Adeilza Santos.

Pr. Daniel Nunes durante devocional

O período foi dirigido pelo pastor presidente, Daniel Nunes da Silva, que deixou uma mensagem de fé, e se congratulou com os pastores e seus familiares. “É o momento que a gente pode estar com os obreiros, com as esposas, com a família, e aqui já numa comemoração – podemos dizer até natalina,  de final de ano – agradecendo a Deus. Então, foi muito bom estar com nossos obreiros e pedimos a Deus que, se Jesus não voltar para buscar a Sua Igreja, o ano de 2020 seja ainda mais próspero para todos”,  afirmou o Pr. Daniel Nunes da Silva.   

Ao todo, foram arrecadados quatro mil toneladas de alimentos. O que rendeu 136 cestas básicas, abençoando a vida dos obreiros cadastrados no projeto. Vindo do campo de Vila Nova (PB), o evangelista Rogério de Brito e sua esposa Cléo Cordeiro retornaram para casa com uma feira reforçada. “Esses longos sete anos que a gente praticamente começou à frente do campo temos sempre recebido, nunca falta. E tem nos abençoado sempre levado o alimento sobre a nossa mesa e a gente está muito grato a Deus”, compartilhou.

Mais de 100 obreiros estão cadastrados no projeto

E quem também saiu levando sua cesta básica foi o pastor Samuel, que espera repartir os itens recebidos com os membros da igreja que lidera. “Às vezes, diante da necessidade de cada local os obreiros que trabalham nos sítios, nas congregações, dividem aquilo que recebem. É uma verdadeira bênção para todos nós”, disse o pastor Samuel da Costa, que dirige a igreja em Barra de São Miguel (PB).

Além dessa assistência, os obreiros são atendidos com o serviço de corte de cabelo. Um ofício feito com esmero pelo diácono Joel Silva, que há oito anos é voluntário nessa missão. “Graças a Deus por esse momento tão abençoado, que Ele  tem nos proporcionado. E nós louvamos ao Senhor, porque a Bíblia nos diz: “Lança teu pão sobre as águas e depois de muitos dias o achará”. Então,é louvável. O que nós estamos fazendo tudo isso é para a honra e glória do nome de Jesus”, disse.

Itens de vestuário também foram distribuídos nessa ação solidária

Através da solidariedade da igreja em Campina Grande foi possível abençoar a família de 110 obreiros. Além dos alimentos, cada um ainda recebeu material de higiene pessoal, roupas e calçados. “Quantas vezes nos finais de ano chegávamos aqui. Desde a irmã Maria Brasil, quando ela iniciou esse projeto e a gente chegava e era acolhido, era bem recebido. E também quando solicitávamos um apoio, uma ajuda que recebíamos. Tudo isso faz parte desse engajamento na Obra de Deus – um ao outro ajudou- um ajudando ao outro estendendo a mão,  abençoando, abraçando, orando por todos, e a Obra do Senhor vai sendo feita“,  concluiu o pastor presidente.

Reportagem: Victor Posse
Imagens: Veneziano Gonçalves  

Compartilhar é se importar!