IEADCG celebra 70 anos de inauguração do Templo Central

Comemoração do 70º aniversário do Templo Central da IEADCG

A abertura das festividades de 2020 da Assembleia de Deus em Campina Grande teve início na noite do domingo (12) com a celebração de 70 anos de inauguração do Templo Central. A execução do Hino Nacional Brasileiro e apresentação da Diretoria da IEADCG veio após um breve relato histórico da construção da igreja.

Para os crentes veteranos, este culto se tornou especial por relembrar as histórias transcorridas no templo. É o caso da irmã Esmeraldina de Oliveira que descreve: “Quando eu vejo os irmãos cantando os hinos antigos da Harpa, como o 144, passa um filme na minha cabeça, porque a gente viu toda a trajetória. De 1956 pra cá eu vi tudo e me lembro de tudo, do que passou, dos cultos, das bênçãos, das pessoas que chegaram, que cresceram com a gente. Eu cheguei aqui adolescente e, assim como eu, muitos irmãos chegaram e convivemos juntos, mas hoje já estamos velhos. E a gente vai vendo o crescimento do trabalho, como Deus abençoou e como o trabalho cresceu, e isso nos faz sentir bem na Casa do Senhor”, destacou.

Outra testemunha ocular dessa história é o pastor Edson Lira, que se sente privilegiado em ser um dos membros mais antigos da igreja. “Nos anos 50 quando foi inaugurado o templo eu estava com 6 anos, e não esperava vir aqui para Campina Grande. Mas, em 1958, Jesus me trouxe de volta para esta cidade e, desde então, fui crescendo na Casa do Senhor. E ao ouvir o pastor Daniel Nunes falar que naquela época não tinha como fazer uma igreja dessas e ver hoje o quanto nós crescemos, me alegra muito e me traz orgulho em ser o membro 203, em meio a milhares de irmãos em nosso meio”, afirmou.

O primeiro templo da Assembleia de Deus em Campina Grande, erguido em 1925 na Rua das Areias, atual Rua João Pessoa, se tornou pequeno diante do desenvolvimento da obra evangelística na cidade. Daí então a necessidade de se construir um novo templo, que teve o pastor Silvino Sylvestre como executor do projeto, tendo inaugurado o templo no dia 22 de Janeiro de 1950 reunindo os membros e centenas de visitantes, muitos vindos de outros Estados, como Pernambuco.

O pastor Salatiel Silvestre lembra com carinho o zelo de seu pai, Pr. Silvino: “Meu pai era um homem devotado à Palavra de Deus, amante do Evangelho e tinha uma vida completamente entregue para o Senhor. Quando ele não estava aqui em Campina Grande, estava pelo campo, quando ele não estava pelo campo, estava nos seminários levando a Palavra nas escolas bíblicas”, relembrou.

Passados 70 anos desde o dia em que foi inaugurado, o Templo Central da IEADCG reuniu mais de 700 pessoas para celebrar a continuidade da Obra de Deus, e as sementes que foram plantadas naquela época continuam florescendo com uma nova geração de cristãos que ama estar na Casa do Senhor.

Desde pequena eu tenho muito história aqui, conheci muitas pessoas, pastores, então eu sinto como se fosse uma família, eu me sinto em casa, e é um prazer enorme participar da Assembleia de Deus”, disse a jovem Thainá Natália Pacífico.

Eu me sinto muito honrado em cultuar nessa congregação, pois um sonho que tinha era prestigiar, cantar no coral daqui da igreja, e foi realizado o ano passado, um sonho que tinha desde 2013. E eu me sinto muito honrado em estar aqui louvando ao Senhor e adorando o seu santo nome”, declarou Tiago Alexandre.

Durante o culto festivo, os louvores conduziram o público a momentos de adoração com os conjuntos locais de crianças, adolescentes e jovens, além do coral Pr. Silvino Silvestre e da orquestra Átrios de Louvor.

Ministração da Palavra pelo pastor Reginaldo Ribeiro (SP)

E foi com uma mensagem expositiva sobre as provações do crente nos desertos da vida que o pastor Reginaldo Ribeiro, presidente da AD em Mirante de Paranapanema – São Paulo, ministrou pela primeira vez na igreja sede de Campina Grande.

Para mim é uma alegria conhecer mais uma parte da família que segue Jesus, e eu estou tendo o privilegio de estar ladeado de um grande referencial do Brasil que é o pastor Daniel Nunes. Pra mim é um privilégio conhecer essa amada igreja com 70 anos de história”, disse o pregador.

Ao ver o resultado desse trabalho e relembrar a história do templo, o pastor Daniel Nunes da Silva, presidente da IEADCG e COMEAD-CGPB, demonstrou sua alegria em ver a presença de Deus marcando o início das festividades.

Depois desse primeiro culto, um culto tão abençoado, tão maravilhoso, com uma palavra tão boa que veio aos nossos corações, eu me sinto extremamente feliz em estarmos comemorando os 70 anos de inauguração do Templo Central e também prontos para seguirmos no trabalho da nossa Escola Bíblica de Obreiros”, concluiu.

As festividades convencionais se estendem até a próxima quinta-feira (16) com uma programação que envolve estudos bíblicos e cultos de louvor e adoração.

Reportagem: Leonarda Barros
Imagens: Jonathan Alves