Ação social alcança pessoas em situação de rua em CG

Sozinhas ou em grupos, as pessoas carentes são vistas facilmente pelas ruas da cidade. Basta percorrer a extensão do Centro da cidade para se deparar com uma delas. Seja nas esquinas ou em praças, a situação enfrentada se mostra precária e desconfortável. E para ajudar a aliviar esse sofrimento, a Igreja Evangélica Assembleia de Deus em Campina Grande (IEADCG) reuniu um grupo de voluntários na noite do domingo, 5 de março, levado até elas uma mensagem de fé e esperança. “Os projetos que a Assembleia de Deus ela desenvolve sempre visam o espiritual. Então, esse trabalho não foi diferente. Esse trabalho foi visando a vida, a proteção, a alimentação e também  o resultado espiritual. Eu fico sempre aguardando que surpresas da parte do Senhor por essas vidas as quais encontramos nessa noite”, frisou o pastor Keiler Nunes.

Unindo a essa missão, o pastor Josemberg Gonçalves transmitiu seu sentimento diante da experiência de cumprir com o Ide de Cristo, suprindo a necessidade do menos favorecidos. “Estamos fazendo aquilo que Paulo escreveu aos Coríntios capítulo 9, versículo 16 – ‘Porque não temos do que nos gloriar’. É imposta a nós essa obrigação de pregar o Evangelho e de levar a Palavra do Senhor para essas vidas que estão carentes, que estão por aí perambulando”, comentou.    

O ponto de partida foi o Templo Central, no bairro da Prata, de onde os voluntários levaram o alimento preparado especialmente para aqueles que seriam abordados ao longo do caminho.

Eu me senti muito honrado em cooperar, porque nós sabemos que esse é o trabalho que Jesus nos ordenou fazer. Então, nós levamos o espiritual – com a Palavra de Deus – mas também nós distribuímos o pão material para àqueles que realmente encontram-se necessitados justamente nesses dias tão difíceis que nós estamos passando“, disse o presbítero Izaías Gomes.    

Nas mediações da Praça Clementino Procópio

E enquanto o lanche era entregue, o frio daquela noite ia sendo aquecido pelo som dos louvores quebrantando os corações de quem ouvia à mensagem anunciada. “Nós damos aporte também a essas pessoas que querem sair das ruas, e eu sei que Deus – nessa noite – nos usou através dessa atitude. Cremos que a semente do Evangelho foi plantada, e quando a semente ela é plantada, ela é colocada na terra, nós esperamos que a bom tempo ela venha dar frutos, e frutos com abundância“, concluiu o Pr. Keiler Nunes.   

Reportagem: Victor Posse
Imagens: Jonathan Alves