Assembleia de Deus no Brasil celebra 109 anos

Para conhecer as origens da Igreja Assembleia de Deus no Brasil é preciso mergulhar na história e voltar no tempo. Mais especificamente para o século XX, por volta de 1900, onde o reavivamento acendeu o fogo na América do Norte. Cheios do Espírito Santo, muitos seguidores de Jesus passaram a falar em outras línguas, após o batismo no Espírito Santo, da mesma forma que está descrito em Atos 2, quando a igreja primitiva vivenciou o Dia de Pentecostes. Além disso, varias manifestações espirituais aconteceram como profecias, interpretação de línguas, curas e conversões.

Os pioneiros no Brasil foram Daniel Berg e Gunnar Vingren que chegaram em 19 de Novembro de 1910, na cidade de Belém do Pará. Mas foi no dia 18 de junho de 1911 que a Igreja Missão da Fé Apostólica foi fundada pelos jovens suecos. E apenas em 18 de janeiro de 1918 que estabeleceu o nome que tem permanecido até hoje: Assembleia de Deus. “Jesus Cristo Salva, batiza com Espírito Santo, cura os enfermos e em breve voltará!” essa era a declaração dos missionários que ainda hoje é pronunciada como lema das igrejas em todo o país.

Irmão Manoel Francisco Dubu

Em Campina Grande, o paraibano Manoel Francisco Dubu marcou a história, sendo o primeiro homem a ser batizado no Espírito Santo em 17 de Dezembro de 1914. Após ele, muitos irmãos contribuíram com a evangelização em solo campinense, como o Felipe Nery Fernandes, natural de recife (PE), que começou a reunir um grupo de crentes em sua casa e dirigiu vários cultos evangélicos.

Mas a data do marco inaugural foi mesmo em janeiro de 1924, onde os cultos começaram a ser realizados de forma regular, e conhecidos como reuniões da Assembleia de Deus em Campina Grande (conforme consta nos Estatutos da Igreja).

Também nesse período o missionário Joel Carson apresentou o evangelista Manoel Pessoa Leão, que deu início a construção do primeiro templo sede da igreja, localizado na Antiga Rua das Areias, atual Avenida João Pessoa. A doação do terreno foi feita pelo irmão José Benoni e mesmo com poucos recursos o templo foi concluído em 1925, pelo pastor Francisco Gonzaga.

Atual Templo da IEADCG

Já em 1950, considerado imenso para os crentes naquela época, foi inaugurado o templo atual no município, construído pelo saudoso pastor Silvino Sylvestre, localizado na rua Antenor Navarro, número 693, no bairro da Prata.

Agora a Assembleia de Deus em Campina Grande aspira novas transformações com a construção de um Novo Templo situado na avenida Presidente Getúlio Vargas, com um espaço ainda maior, tendo capacidade prevista para 3 mil pessoas. Com a provisão de Deus sobre esse empreendimento e a contribuição dos voluntários, o projeto vai trazer avanço à obra de Deus no município.