Culto de doutrina marca a reabertura do Templo Central

Na última segunda-feira (29), o Templo Central da Assembleia de Deus em Campina Grande deu início à reabertura dos cultos presenciais. A igreja sede recebeu cerca de 150 irmãos que desejosos de adorar na casa do Senhor seguiram todas as recomendações orientadas pela liderança.

O presidente da IEADCG, pastor Daniel Nunes declarou sua alegria com esse retorno. “Estou como os que sonham de ter voltado a congregar com meus amados irmãos, depois de quase 100 dias, estamos retornando aos trabalhos presenciais gradativos na central, sedes setoriais e congregações. E continuaremos pouco a pouco, mesmo com o distanciamento, conforme a nossa secretaria de saúde”, disse.

O culto de doutrina contou com a participação de uma parte dos obreiros e também de membros que desejavam retornar a igreja. Como o irmão Elias Rodrigues que demonstrou contentamento em estar participando do culto. “Estou muito feliz em ver a igreja com as portas abertas. Espero em breve poder ver todos os irmãos como antigamente”, falou.

A irmã Luciene Dias, da congregação Betesda, fez questão de participar da reabertura e destacou: “Estou regozijada em estar hoje à noite aqui na igreja, e recordo o salmos 122, verso primeiro que diz ‘Alegrei-me quando me disseram: vamos a casa do Senhor!’, esse é o mesmo sentimento que eu estou sentindo”.

A reunião também contou com a participação de músicos do templo central que conduziram toda a igreja nos períodos de louvor, mas foi durante a ministração da palavra que os irmãos puderam sentir novamente o poder pentecostal da Assembleia de Deus.

Hoje tivemos um culto maravilhoso e como disse aos irmãos, um culto histórico, depois de tanto tempo, hoje com muita alegria, com muita satisfação no nosso coração, voltando a rever a face dos irmãos, e juntos adorando e bendizendo o nome do Senhor”, destacou o pastor Daniel.

O presidente da IEADCG também fez um apelo a membresia para que entenda as medidas tomadas durante esse período e retorne a casa do Senhor, pois em breve as atividades voltarão ao normal.

“Pedimos aos irmãos que possam estar voltando, se inscrevendo para os cultos no templo central e também nas nossas congregações. Eu sei que logo, logo, tudo isto vai passar, e nós voltaremos à normalidade dos cultos, tanto no templo central como também nas congregações”, finalizou o pastor Daniel Nunes.

Reportagem: Leonarda Barros
Imagens: Jonathan Alves