Assembleia de Deus se une a Portas Abertas e promove o DIP

A mocidade do Templo Central da Assembleia de Deus em Campina Grande estará realizando durante o culto de jovens o Domingo da Igreja Perseguida (DIP) no dia 13 de setembro de 2020. Juntamente com mais de 10 mil e 200 igrejas, a IEADCG estará com uma programação voltada para intercessão em prol dos cristãos perseguidos.

Há 9 anos o Templo Sede mobiliza a membresia para a causa, tendo em vista a grande quantidade de pessoas que enfrentam perseguição religiosa em todo o mundo, afetando mais de 245 milhões de cristãos.

 De acordo com Sâmia Raquel, membro do conjunto Cântico Pentecostal, “É importante o jovem se envolver com o DIP porque gera a conscientização em prol da causa. Podemos apresentar nossa oração, ouvir os testemunhos dos cristãos perseguidos, e conhecer outras informações apresentadas pela Missão Portas Abertas sobre o tema e isso ajuda na disseminação do conteúdo aos demais irmãos que ainda não conhecem a causa. Também é uma forma do jovem se engajar para descobrir qual o seu propósito, sua vocação, pois a obra missionária contribui bastante nessa descoberta”.

Segundo o correspondente da Portas Abertas no Nordeste, evangelista Marcelo Oliveira, nem mesmo a pandemia afetou a realização do evento que precisou ser remarcado devido o fechamento das igrejas, durante o isolamento social.

Esse ano temos um fator que termina sendo benéfico que é essa possibilidade de fazer o DIP online, e isso possibilita muitos outros que são voluntários da missão portas abertos no Brasil a envolver-se virtualmente com uma programação bem diversificada”, disse.

O tema desse ano envolve os cristãos ex-muçulmanos, uma igreja secreta e silenciosa. Hoje o extremismo islâmico representa uma forte ameaça à igreja, pois está presente no Oriente Médio, África Subsaariana, Sudeste Asiático, além do norte da África e Ásia Central. Os métodos de perseguição envolve bastante crueldade, por isso a necessidade de clamar em prol dos irmãos perseguidos de forma mais profunda em especial unidos com outras igrejas em todo o país.

O correspondente da Portas Abertas também informou que ainda dá tempo das igrejas se cadastrarem e receberem todo o conteúdo para a realização do evento.

O material é muito abrangente e permitirá que cada região, cada estado, cada denominação, cada igreja, possa programar da forma que desejar. Sabemos que ainda vencemos esses protocolos, e aí mediante os protocolos de cada estado e igreja, eles estarão realizando, um fator positivo nisso é a possibilidade de fazer virtualmente, então o material que nós temos possibilita essa visão muito ampla”, informou o evangelista Marcelo.

Para realizar o DIP na sua igreja, o interessado precisa da autorização do pastor, e na seqüência se cadastrar no site, onde encontrará maiores informações sobre como preparar um tempo especial dedicado à Igreja Perseguida durante alguma atividade da igreja, como culto ou escola bíblica dominical.

Com informações Portas Abertas